Inglês Tecnológico


Grandes organizações de tecnologia sofrem pela falta de profissionais fluentes em inglês no Brasil. Essa falta de competência causa inúmeros problemas às empresas e aos próprios profissionais de TI, por exemplo: perda de contratos de terceirização, incapacidade dos profissionais de TI de se comunicarem com o resto do mundo, paralisação de investimentos, diminuição de salários e de contratações, e obviamente perda de oportunidades para avanço na carreira profissional.

Portanto um programa de aperfeiçoamento em inglês instrumental poderá ajudar a sanar tais deficiências do profissional de TI.

 As aulas disponibilizadas nesse módulo são desenvolvidas para o uso profissional, focadas no inglês que é realmente praticado no ambiente de TI internacional.

Muitas atividades interativas, muita conversação, audição e soletramento. A ordem é praticar, e muito.

As aulas exploram principalmente as diferenças entre o inglês tecnológico e o genérico/cotidiano. Há um enfoque mais específico no vocabulário e na combinação das palavras que quando contextualizadas formam expressões de significado totalmente diverso.

 Existem termos gramaticais que se apresentam mais na área de tecnologia. Uso de imperativos para instruções ou documentação, uso da voz passiva e do gerúndio, por exemplo.

É preciso prestar atenção redobrada ao uso correto da linguagem em cada situação profissional específica. O contexto pode variar muito, indo da uma linguagem mais técnica, por exemplo, negociando contratos e ordens de serviço, até situações profissionais mais voltadas à parte comercial e de relação com os clientes e fornecedores. Ou então situações práticas de comunicação, tais como conferências, resolução colaborativa de problemas, apresentações, entrevistas e negociação.